Dica do Professor 27 – Ilustração: Criatividade

Bem-vindos à mais uma Dica do Professor! Hoje a dica vai funcionar de um jeito diferente, vamos discutir maneiras de criar, ou processos criativos, para os íntimos. Vamos dar uma olhada em 3 ilustrações da exposição que acabou de abrir na Pandora: “Who you gonna call: 30 anos dos Caça-Fantasmas”.

Os trabalhos são dos professores e ilustradores Mario Cau, Flávia Tonelli e eu, Vitor Gorino. Cada um de nós escolheu um jeito diferente de interpretar o tema e criar uma imagem.

Pra entender melhor a arte de cada um, lembramos que ilustrar é, tradicionalmente, criar uma narrativa visual a partir de outra narrativa, de uma fonte como: um texto, uma música, ou nesse caso, um filme. Na sua concepção original é criar uma imagem que acompanha um texto.

A arte acima, de Mario Cau, é um excelente exemplo de ilustração direta ou literal. Mas o que queremos dizer com isso? Nesse caso, algum elemento, personagem ou cena da obra original é literalmente representado no desenho. Então, Mario desenhou um dos personagens na tradicional cena de disparar o raio que aprisiona os fantasmas. Todo o impacto e o humor dessa situação, assim como no filme, estão representados na expressão no rosto do personagem e nos “efeitos especiais” da cena: os raios, a luz e o vento:

Ghostbusters (filme) Ivan Reitman 1984

Ghostbusters (filme)
Ivan Reitman
1984

Como a ilustração literal traz uma ideia de comunicação rápida, um personagem e um contexto já bem conhecidos, o artista pode utilizar uma composição mais sofisticada para a cena. Foi isto o que Mario fez: ele colocou o observador do desenho (nós!) na posição do fantasma que está sendo capturado. Veja agora a próxima arte de hoje:

Esta é uma ilustração indireta. Isto é, não estou representando nenhuma passagem da narrativa original de maneira literal. Usei como tema um famoso bordão do filme, imortalizado numa das músicas de sua trilha sonora que diz algo como: “se há algo estranho / na vizinhança / quem você vai chamar? / Caça-fantasmas!” (“who you gonna call?”). Produzi então, algo que seria um cartaz da empresa dos caça-fantasmas, com o bordão, o telefone de contato e um dos personagens. Além de ser uma ilustração indireta, ela faz uma citação. Construí esse cartaz nos moldes do famoso cartaz de alistamento militar dos Estados Unidos usado para a segunda guerra mundial (criado em 1917), no qual a figura do Tio Sam fala diretamente com o público. Este famoso pôster por sua vez, foi feito a partir do cartaz Britânico de recrutamento militar para a primeira guerra mundial.

James Montgomery Flagg “Eu quero você para o exército dos Estados Unidos.” 1917 Autor desconhecido “Bretões: Lorde Kitchner quer vocês. Juntem-se ao exército do seu país! Deus salve o Rei.” 1914

(esq.) James Montgomery Flagg
“Eu quero você para o exército dos Estados Unidos.” – 1917
(dir.) Autor desconhecido
“Bretões: Lorde Kitchner quer vocês. Juntem-se ao exército do seu país! Deus salve o Rei.” – 1914

A última arte de hoje (acima), de Flávia Tonelli, é outro exemplo de ilustração indireta, pois ela cria uma narrativa paralela a partir da original, o filme. Como assim? Veja: a ilustração faz referência a um personagem muito conhecido do filme, o famoso Geléia:

A partir disso a arte brica com a ideia do medo de fantasmas, mais especificamente do medo do Geléia. O menino olha para a gelatina sobre a mesa aterrorizado, lembrando do fantasma do filme. Esta ilustração não só é indireta, como é metalinguística, pois o menino não é necessariamente um personagem do filme, assim sendo, esta ilustração se projeta para fora do filme, ela reconhece que o filme é um filme e ilustra com muito humor o impacto disso sobre o público, a mitologia dos caça-fantasmas em cada um de nós… Brilhante!

Ghostbusters (filme) Ivan Reitman 1984

Ghostbusters (filme)
Ivan Reitman
1984

Para organizar o nosso pensamento, vai um diagrama, como sempre. Abraço a todos e até a próxima semana!

Arte_07Vitor Gorino.

...Shares
Esta entrada foi publicada em Dica do Professor e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta