Dica do Professor 11 – Escala e Representação

Bem-vindos à Dica do Professor de hoje! Representar bem uma cena é fazer com que os outros enxerguem bem aquilo que queremos mostrar, ou significar. Então, para ser entendida pela maioria, uma ilustração tem que trabalhar dentro de um código que se aplique a todos. Este código é a visão. Assim, criamos uma cena que simule aspectos da visão para se fazer entender: tamanho, profundidade, cor, textura, perspectiva, anatomia, luz etc.

Apocalipse Caio Yo

Apocalipse
Caio Yo

Na ilustração acima, o maior mérito do ilustrador Caio Yo foi representar muito bem a escala monumental da cena. A criatura voadora é gigantesca, o que notamos principalmente pelas proporções e pela perspectiva cromática:

arte_02

Representações semelhantes ocorrem tradicionalmente na história da arte, nas quais um indivíduo confronta o horizonte, seja ele fantástico ou não. Cria-se um grande impacto diante da magnitude de um horizonte hostil, glorioso ou exuberante, que acaba combinando estes três aspectos numa definição mais ampla, que a Estética (campo da filosofia ligado às artes) denomina O Sublime:

O termo sublime (do latim sublimis, “que se eleva” ou “que se sustenta no ar” 1 2 ) entrou em uso no século XVIII, para indicar uma nova categoria estética, que se distinguia do belo e do pitoresco. O sublime provoca reações estéticas na qual a sensibilidade se volta para aspectos extraordinários e grandiosos da natureza, considerada um ambiente hostil e misterioso, que desenvolve no indivíduo um sentido de solidão.

arte_03

Tenha em mente que imagens são muito poderosas, capazes de incitar fortes sensações no observador, as técnicas que comentamos por aqui são sempre ferramentas para tornar nossas representações melhores e nossas imagens mais potentes. Acompanhe nossas dicas semanalmente no facebook e na página oficial do blog. Abraço a todos, e até a próxima!

 

Vitor Gorino

 

 

...Shares
Esta entrada foi publicada em Dica do Professor e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta